Nova Direção da TECPARQUES reúne com membros do Governo

A TECPARQUES – Associação Portuguesa de Parques de Ciência e Tecnologia, elegeu novos órgãos sociais para o triénio de 2018 a 2020, tendo a Direção passado a ser composta por Maria do Céu Albuquerque, enquanto Presidente da Direção e reconduzida no cargo em representação do TAGUSVALLEY – Parque Tecnológico do Vale do Tejo, Teresa Ferreira, enquanto Vice-presidente da Direção em representação do NONAGON – Parque Tecnológico de São Miguel (Açores) e Rita Lourenço enquanto Vice-presidente da Direção em representação do TAGUSPARK – Parque de Ciência e Tecnologia da Área de Lisboa.

A par da representação institucional dos parques portugueses junto dos diferentes órgãos de governo e instituições nacionais e internacionais, os Órgãos Sociais eleitos assumem como seu desígnio prioritário a definição do papel dos Parques de Ciência e Tecnologia na política nacional de inovação e desenvolvimento tecnológico, a preparação do próximo período de programação 2030 e a resolução das condicionantes administrativas impostas pela lei n.º 50/2012 sobre as entidades gestoras dos Parques de Ciência e Tecnologia nacionais.

Com o objetivo de apresentar a nova equipa diretiva, a TECPARQUES reuniu com o Senhor Ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, com a Senhora Secretária de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Maria Fernanda Rollo, com o Secretário de Estado do Desenvolvimento e Coesão, Nelson de Souza e na Direção anterior com a Senhora Secretária de Estado da Industria, Ana Lehman, para partilhar a visão da TECPARQUES sobre o contributo que os Parques de Ciência e Tecnologia portugueses enquanto elementos agregadores dos distintos atores do conhecimento, das empresas e do território, podem aportar para uma politica nacional de Inovação e Desenvolvimento Tecnológico.

Como resultado da ronda de contactos com os membros do Governo, no âmbito da politica pública de inovação e desenvolvimento tecnológico decidiu-se criar uma equipa para no inicio de Setembro promover a reflexão conjunta e partilhada entre os próprios parques e representantes do governo nas areas da economia, da ciência tecnologia e ensino superior, das infraestruturas e planeamento e da administração interna no sentido de construir a estratégia para valorizar um ativo com cerca de 25 anos de politica pública e importante aposta no desenvolvimento económico nacional.

No âmbito dos constrangimentos decorrentes da aplicação da lei 50/2012 sobre as participações locais foi referida a importância de criar um caracter de excecionalidade que suporte a ação dos Parques de Ciência e Tecnologia, por um lado, em condições similares às empresas dedicadas à educação, cultura e ação social, e por outro na criação de condições para os Parques poderem acolher subsídios locais que apoiem a concretização dos investimentos imateriais dinamizados no âmbito dos projetos com apoio do PORTUGAL 2020 com financiamentos comunitários.

  • Rua da Tecnologia K – Epsilon, N.º 2
    9560-421 Rosário - Lagoa
  • +351 296 249 400
  • +351 965 985 090
logo.eubic

Copyright 2018. © Todos os direitos reservados

Cofinanciado por: