Equipa vencedora do Startup Wekeend Azores 2018 testemunha importância das parcerias internacionais

02/01/2020

Desde 2015, o Nonagon tem procurado estabelecer parcerias internacionais que permitam apoiar não só a dinâmica do próprio Parque, bem como o das suas empresas nos seus esforços de internacionalização, aquisição de parcerias estratégicas, acesso a outras fontes de conhecimento e afirmação em novos mercados.

O Projeto Startup Weekend Azores, em parceria com a Universidade de Dartmounth (UMass) e com a Teckstars, é disso um exemplo.

O Startup Weekend é um movimento global no qual potenciais empreendedores têm a oportunidade de aprender as bases da criação de Start-ups e de lançar negócios bem-sucedidos, com apoio de profissionais experientes. Os eventos Startup Weekend podem ser encontrados em qualquer país – da Mongólia à Africa do Sul, passando pelo Canadá e Brasil, entre outros. Num Startup Weekend juntam-se pessoas com ideias de negócio, preferencialmente de áreas distintas e complementares, numa maratona de 54 horas que decorre de sexta a domingo, onde se trabalham ideias, concretizando-as em modelos de negócio com ajuda de profissionais experientes em várias áreas.

O Nonagon, em 2019 realizou a 4.ª edição deste projeto em S. Miguel.

Deste movimento já nasceram negócios de sucesso como por exemplo, Easy Taxy, Zapier, Rover, Haiku Deck, Hidrate, GiftStarter, Swipes, BeardBrand, Foodspotting e Thimble. Acreditamos, por isso, que a iniciativa poderá contribuir, à semelhança do que acontece em outras regiões, para o desenvolvimento do ecossistema empreendedor, bem como para a geração de emprego e riqueza na Região.

À equipa vencedora da competição é proporcionada uma Learning Tour, que é organizada, pela equipa de mentores e professores da Universidade de Dartmounth que participa no Startup Weekend Azores.

Durante uma semana, a equipa vencedora da edição de 2018, PlayAzores, foi confrontada com projetos inovadores em diferentes áreas do conhecimento. A PlayAzores teve a oportunidade de conhecer uma quinta autossustentável e, simultaneamente um laboratório de aprendizagem comunitária. A equipa visitou ainda, na área agroalimentar, duas cervejarias com dois modelos de negócio diferentes: um familiar e outro com escala, bem como uma incubadora gastronómica. Em termos de infraestruturas de apoio empresarial, conheceram espaços cowork, cooperativas culturais e ainda o centro de empreendedorismo e inovação da UMass e empresas residentes.

Como parte da Learning Tour, a equipa vencedora conheceu igualmente empreendedores emigrantes de sucesso, como sendo Fernando Benevides da Portugália Marketplace, e Tony Soares do Inner Bay Café. Foi também efetuada uma visita a uma fábrica de máquinas de costura e confeção, detida pela família Merrow há 7 gerações, que se encontra num momento de consolidação da sua estratégia de inovação e reposicionamento no segmento do mercado onde atua. Esta iniciativa possibilitou a estes jovens uma experiência exploradora de um ecossistema de inovação diferente, sinalizar novos modelos de negócio, potenciar mentores e possíveis parceiros de negócio em concreto.

VASCO ANDRADE

Nesta visita, tivemos contato com algumas startups, empresas já estabelecidas e empresas em vias de crescimento.

Foi nos dada também, a oportunidade de conhecer empreendedores, professores e profissionais nas suas respetivas áreas, que nos deram a conhecer um pouco das oportunidades de negócio que podemos ter, se tivermos os instrumentos e as pessoas certas para nos guiarem.

Todas as visitas foram enriquecedoras, mas tenho de destacar algumas que me marcaram muito nesta learning tour:

Round The Bend Farm – pelo contato que tivemos com a natureza, no seu estado puro;
Merrow Manufacturing LLC – pelo espírito empreendedor do dono, “inflamou-nos” com a sua vontade de fazer melhor e de criar oportunidades;
South Coast Entrepreneurs Collaborative – apesar de termos assistido muito pouco à conversa, pudemos ver 2 empreendedores a partilharem a sua experiência e a darem-nos ferramentas para ter sucesso;
CIC Boston – pela magnifico ambiente de trabalho e todo o suporte dado às startups que se encontram lá;
Harpoon Brewery – pela fantástica visita guiada que nos proporcionaram à sua fábrica.

Voltamos para casa com as ferramentas e contatos necessários para poder fazer um bom trabalho e também evoluir como pessoas e profissionais.

RICARDO FREITAS

Um Sonho de Viagem
Confesso que uma viagem aos EUA nunca esteve no topo da minha lista de prioridades, pelo menos não até àquele dia 18 de novembro em que no anfiteatro da Nonagon se ouviu “a equipa vencedora do Startup Weekend Azores 2018 é a Play Azores!”. Não criei grandes expectativas. Deixei-me simplesmente levar pelos momentos. E que momentos! Haverá melhor desfecho de uma viagem à América do que uma verdadeira lição sobre o Sonho Americano? E engane-se quem pensa que o Sonho Americano é servido apenas na sua
forma mais tradicional. Também o há, mas não só!

O Sonho Tradicional.
Aquele que levou milhões até uma terra onde a vida seria melhor e com mais oportunidades. Muitos açorianos partiram em direção às terras do Tio Sam com
esse propósito. Conhecemos o Sr. Fernando Benevides, que nos contou a sua história de vida. Do sonho que começou enquanto contínuo na Universidade dos Açores e se mantém hoje bem vivo no seu Portugalia Marketplace. Uma história com muita determinação e muito risco calculado, que de nada serviriam sem a sua enorme habilidade para o negócio. Sonhar em Grande. Só ao alcance daqueles cuja visão é muito maior do que o Homem. O que aparentava ser uma empresa tradicional de máquinas de costura, revelou na sua 8ª geração da família uma abordagem ao negócio ímpar. Há quem os chame de lunáticos! Os wearables são a grande aposta da empresa, mas os irmãos Merrow não se ficam por aqui.
O seu sonho inclui a transformação do quarteirão onde a empresa se encontra num espaço de partilha para a comunidade local. E por falar em comunidade…

Um Sonho de Comunidade.
O sonho da Round the Bend Farm . Como os próprios afirmam, são um laboratório vivo que cultiva, educa e capacita pessoas de todas as idades.
Pudemos comprovar com os nossos próprios olhos! O ambiente que se respira nesta quinta é de uma coragem notável. Testam, validam e ensinam formas mais sustentáveis de construir, de cultivar, de criar ou até de nos relacionarmos.

Sonhar o Futuro.
Um futuro onde a vocação é condição necessária para sermos felizes. É esse o lema da escola técnica Diman, uma escola secundária onde professores e alunos têm uma coisa em comum. Aquele brilhozinho nos olhos só ao alcance de quem sente prazer naquilo que faz todos os dias. Um sistema simples e lógico de organização de cursos e turmas, e um investimento em tecnologia e recursos humanos de fazer corar de vergonha. A mais bonita coleção de impressoras 3D que vi na vida! Muito mais havia a dizer sobre esta viagem e sobre todos os sonhadores com quem nos cruzámos. O patriotismo dos americanos é admirável. Falo do amor à sua bandeira, ao seu património, às suas gentes. Essa foi a verdadeira aprendizagem desta viagem. A paixão que os americanos colocam em tudo o que fazem. É esse sentimento que faz a diferença! A diferença entre o medíocre e o soberbo.

NELSON PACHECO

Esta learning tour, com duração de 5 dias e com destino a cidade de Boston e arredores, foi simplesmente magnifica, pelo simples facto de que nos proporcionou uma visão de uma realidade totalmente diferente da que estamos acostumados. Para um projeto que está a evoluir, esta learning tour foi algo que possibilitou a aquisição de novas ideias e a adaptação de ideias já existentes a uma realidade diferente.

Foi possível fazermos vários contactos, contactos esses que com certeza iremos utilizar no futuro, tivemos contacto com vários professores da UMass, o que nos facilitará ou abrirá muitos caminhos.

Foi uma experiência incrivelmente enriquecedora pelo simples facto de que esta learning tour não abrangeu áreas específicas, mas também áreas relacionadas, para além disso, também nos proporcionou o contacto constante com grandes pessoas que conseguiram construir negócios incríveis!

Durante toda a semana, visitamos várias empresas diretamente relacionadas com a área ou indiretamente relacionadas. No segundo dia, a visita à Round The Bend Farm , uma quinta autossustentável, simplesmente magnífica. No quarto dia, a visita à Merrow Manufacturing LLC, o dono proporcionou-nos uma visita guiada contando as várias ideias que tinha para o futuro da empresa. No último dia, a visita a Boston, à CIC Boston, incubadora com imensa qualidade e espaço muito agradável!

Ficamos bastante intrigados com uma possível incubação na CIC Boston, visto que esta incubadora tem todas as condições necessárias para fazer com que uma empresa cresça.
Concluindo, esta learning tour, foi incrível, foi possível fazer imensos contactos, descobrir uma realidade diferente e conhecer pessoas brilhantes, será obviamente uma experiência para relembrar.

HUGO MELO

Esta foi de facto uma experiência única onde a possibilidade de conhecer e experienciar um contexto de desenvolvimento empresarial ou simplesmente empreendedor numa realidade como a dos Estados Unidos, e de forma tão próxima, nos trás uma amplitude exemplos, justificações e conhecimento singulares.

O leque de contatos in loco e a sua diversidade revelaram-se em geral de grande interesse. Posso destacar a CIC – Boston, espaço de co-work onde se perceberam as vantagens da dimensão e dinâmica intensa do desenvolvimento de uma ideia de negócio e a vantagem da proximidade de outras empresas na sua aceleração. Por outro lado um projeto refrescante como a da Round the Bend Farm, é um bom exemplo do importante investimento que é o da educação e o da sustentabilidade para a sua comunidade e para o futuro das nossas gerações.

Este “tour” revelou a importância de se perceber e conhecer os mercados em que nos inserimos e para nós a oportunidade de pontes de contato para viabilizar a participação e acesso a um mercado global que em vários casos é impossível reproduzir no nosso contexto local. E a meu ver a grande importância para a educação e formação contextualizada de uma comunidade para o desenvolvimento económico local mesmo que a partir daí se possa atingir, e afirmar, um espaço mais global.

O facto da Nonagon, através da UMass, viabilizar uma experiência a este nível é sem duvida um grande contributo na criação de novas vias e oportunidades de assumir esse desenvolvimento no contexto particular que é o dos Açores.

  • Rua da Tecnologia K – Epsilon, N.º 2
    9560-421 Rosário - Lagoa
  • +351 296 249 400
  • +351 965 985 090
logo.eubic

Copyright 2018. © Todos os direitos reservados

Cofinanciado por: